Farófias tradicionais

Mais populares

As farófias são uma sobremesa clássica da culinária portuguesa, fazendo as nossas delícias há inúmeras gerações. São muito comuns em dias de festa, como o Natal, mas a verdade é que também caem muito bem noutras ocasiões, mesmo que seja como sobremesa nos dias da semana.

Apesar da sua popularidade, fazer farófias tradicionais com a textura correta nem sempre é fácil, porque existem alguns truques que deve respeitar para levar esta receita a bom porto. Mas não se preocupe, porque nós explicamos-lhe tudo direitinho, para que não fique com dúvidas quanto à preparação desta deliciosa receita.

Os ovos

São uma parte fundamental para o sucesso das farófias tradicionais, porque devem ser bem frescos e provenientes de fontes seguras. Isto acontece porque uma farófia perfeita deve ter um exterior firme, mas um interior suave, que se desfaz na boca. Para o conseguir, as claras não serão sujeitas a altas temperaturas, pelo que não passarão pelas temperaturas de segurança microbiológica. Portanto, apenas faça a receita se tiver ovos muito frescos e dos quais conheça a proveniência.

É também muito importante que as gemas e as claras fiquem bem separadas, não havendo vestígio de gemas nas claras. Caso contrário, a sobremesa não terá tão bom resultado, até porque será mais difícil obter um merengue de qualidade para ser cozido no leite. Portanto, leve o seu tempo neste passo.

O leite

O leite vai servir para cozer as farófias, sendo depois a base para o creme que as cobre (que nada mais é que um leite creme). Para dar mais sabor ao leite. costuma-se usar casca de limão, mas pode também usar canela em pau e cravinho, caso aprecie estas especiarias. Não se esqueça de coar tudo antes de começar a fazer o creme que vai colocar por cima das farófias.

O leite deve ser fervido, e depois a sua temperatura deve-se manter estável, à beira da fervura, até porque, acima dos 60ºC, as claras começam a cozinhar em demasia, o que dará às farófias uma textura borrachosa e murcha que não é nada apelativa. Portanto, mantenha o lume baixo e controle a temperatura para garantir que as suas farófias tradicionais chegam a bom porto. Além disso, respeite os tempos de cozedura que lhe indicamos, de 20 segundos de um lado e 15 do outro, até porque o merengue não precisa de cozinhar demasiado.

O creme

O uso da maisena nesta receita é opcional, mas recomendamos que recorra a este ingrediente, porque este ajuda a evitar que o leite creme fique talhado. Outro ponto fundamental para o sucesso do creme nestas farófias tradicionais é o uso das gemas apenas levemente mexidas e não batidas, adicionando-as depois ao leite morno e levando tudo a lume até a mistura engrossar.

Com o creme pronto, cubra as farófias com este e decore com um pouco de canela em pó, seja polvilhada, seja formando desenhos, segundo o que preferir. Também pode utilizar frutos secos picados da sua preferência, que vão dar um pouco mais de cor e um toque crocante à sua sobremesa.

Quanto ao consumo das farófias tradicionais, este prato pode ser guardado no frigorífico, mas a sobremesa deve ser consumida o mais rapidamente possível, para evitar que se degrade. Isto acontece porque as claras não vão ser submetidas às temperaturas de segurança, pelo que se torna mais provável a sua degradação de uma forma mais rápida quando comparado a outras sobremesas que usam claras, como o bolo de bolacha gelado.

Fazer farófias tradicionais tem os seus truques, mas não é nada de tão complicado como se possa pensar. O importante é manter a sua atenção na temperatura e nos tempos de cozedura para conseguir resultados excelentes. Portanto, siga as nossas dicas e prepare-se para se surpreender com o sabor desta receita. Bom apetite!

Farófias tradicionais

Um doce leve e perfeito em qualquer ocasião
Preparação 15 mins
Cozedura 15 mins
Total 30 mins
Refeição Doces
Cozinha Portuguesa

Ingredientes
  

  • 6 ovos muito frescos
  • 175 g de açúcar
  • 1 l de leite
  • Casca de 1 limão
  • 1 colher de sopa de maisena
  • 1 pitada de sal
  • Q.b. de canela em pó

Preparação
 

  • Separe as claras das gemas, certificando-se que as duas ficam bem separadas.
  • Coloque o leite num tacho largo, juntamente com a casca de limão e 125 g do açúcar. Deixe ferver e depois coloque em lume baixo.
  • Enquanto o leite aquece, bata as claras com um pouco de sal, até obter um castelo pouco firme.
  • Junte o restante açúcar (50g) e continue a bater até um merengue firme.
  • Por esta altura, o leite deverá estar no limiar da fervura e com o lume no mínimo. Com uma colher, coloque colheradas do merengue no leite. Deixe cada uma cozinhar por vinte segundos de um lado e quinze do outro, antes de as retirar para escorrerem.
  • Coe o leite e deixe-o amornar. Depois, junte-lhe as gemas ligeiramente mexidas e a maisena. Volte a levar a lume para espessar. Disponha as farófias num prato de servir e cubra-as com este creme. Depois, decore com canela em pó a seu gosto.

Dicas

  • Também pode usar algumas especiarias para aromatizar mais o seu leite, como um pau de canela ou cravinho.
  • O segredo de umas boas farófias está na temperatura do leite, porque, a partir dos 60ºC, as claras cozinham e as farófias ficarão com textura borrachosa.

Artigo anteriorRabanadas no forno

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Mais recentes

Receitas semelhantes