Tarte de morango e leite condensado

Mais populares

Por vezes, sabe bem adoçar a boca com alguma coisa especial, mas que não seja muito difícil de fazer, para não termos que perder muito tempo na cozinha. Hoje, mostramos-lhe como pode fazer uma tarte de morango e leite condensado, bastante rápida de recriar em sua casa e que tem resultados de comer e chorar por mais.

Este é um daqueles doces que fará as delícias de toda a família, até porque os seus sabores são do agrado de todos. Servida sozinha ou acompanhada por uma bebida, esta tarte de morango e leite condensado é perfeita para todo o tipo de ocasiões, desde jantares em família a almoços com convidados. Além disso, é uma receita muito fácil de fazer, pelo que não há desculpas para não a recriar em sua casa.

Tarte de morango e leite condensado: a história da gelatina

Para esta tarte de morango e leite condensado, vamos utilizar folhas de gelatina, que ajudarão a solidificar o creme. Mas conhece a história deste ingrediente tão popular e tão usado nas nossas casas?

Os antigos egípcios extraíam uma forma primitiva de gelatina fervendo peles e ossos de animais para fazer colagénio e cola para utilizar na sua vida quotidiana. Utilizavam a cola para colar roupa e mobiliário. Os antigos egípcios também cozinhavam os caldos à base de ossos e comiam as extrações arrefecidas resultantes do processo de cozedura – que foi provavelmente a primeira vez em que a gelatina foi produzida e utilizada como produto alimentar.

Até um certo nível, esta prática foi continuando ao longo dos tempos, embora o método fosse complicado. A nível internacional, a gelatina foi introduzida como produto farmacêutico em 1834, quando o químico francês François Mothers ganhou uma patente de cápsulas de gelatina para cobrir o sabor amargo dos medicamentos médicos. Em 1818, a gelatina industrial para cola foi introduzida pela primeira vez em França. Quanto aos produtos alimentares à base de gelatina, foi em 1845 que foi concedida uma patente para gelatina em pó que podia ser utilizada na cozinha para fazer sobremesas de gelatina.

Devido ao longo e sofisticado processo manual através do qual a gelatina era produzida no passado, era considerada um sinal de riqueza, e apenas os membros das classes de elite a podiam pagar. Era necessário trabalho duro e longas horas para fazer gelatina, clarificá-la, e transformá-la num produto para uso doméstico. Mais tarde na história, quando a gelatina podia ser feita em casa por pessoal de cozinha qualificado, a sua utilização era um sinal de que o anfitrião ou a anfitriã tinha os meios para apoiar um pessoal de cozinha com a habilidade e o tempo necessários para criar tal prato (e, portanto, apenas quem tinha dinheiro poderia apreciar esta tarte de morango e leite condensado).

Quando a gelatina se tornou comercialmente disponível, era ainda um símbolo de sofisticação culinária. Vale a pena notar que antes da produção de gelatina embalada, era quase impossível fazer boas receitas que incluíssem gelatina (como esta tarte de morango e leite condensado). Era necessário ferver os ossos e peles de animais num processo moroso e laborioso durante horas e horas para extrair a gelatina e utilizá-la para cozinhar uma receita deliciosa. Quando a gelatina embalada foi introduzida nos anos 50, permitiu que as pessoas cozinhassem sobremesas extravagantes com o mínimo esforço.

Portanto, foi uma combinação de novas tecnologias na produção de gelatina que permitiu que esta se tornasse um produto tão popular em todas as indústrias.

É também importante notar que a gelatina se tornou um produto famoso e amplamente utilizado devido ao seu benefício nutricional. Foi universalmente aclamada como um dos produtos alimentares mais nutritivos, particularmente pelos franceses, e foi amplamente utilizada como fonte de proteínas, especialmente durante as guerras napoleónicas, para alimentar tanto o exército francês como os civis, quando os alimentos eram escassos. Este foi o caso especialmente durante o cerco de Paris, no qual um médico chamado Gerard colocou os seus pacientes numa dieta nutricional de gelatina e eles sobreviveram ao cerco com boa saúde.

Durante a Primeira e Segunda Guerras Mundiais, foi amplamente utilizada em vários procedimentos médicos. Foi também considerado útil numa longa lista de doenças. Hoje em dia é amplamente utilizado nas indústrias alimentares (para fazer receitas como esta tarte de morango e leite condensado), de beleza, de cuidados de saúde e farmacêuticas, entre outras.

Atualmente, a gelatina é um dos principais ingredientes de outros produtos em muitas indústrias diferentes. É um produto amplamente utilizado na indústria alimentar, na indústria farmacêutica, bem como nos campos da saúde e da nutrição. A sua utilização como produto industrial sob a forma de cola e adesivo é também muito bem reconhecida.

Faça a sua tarte de morango e leite condensado e surpreenda-se com os resultados. Bom apetite!

Tarte de morango e leite condensado

Uma tarte fria muito fácil de recriar
Preparação 15 mins
Cozedura 30 mins
Total 45 mins
Refeição Doces
Cozinha Portuguesa

Ingredientes
  

  • 180 g de bolacha Maria picada
  • 125 g de manteiga
  • 1 lata de leite condensado
  • 4 ovos
  • 200 ml de natas
  • 6 folhas de gelatina
  • 250 g de morangos cortados em cubos
  • morangos para decorar

Preparação
 

  • Leve a lume a manteiga e deixe derreter. Misture a bolacha na manteiga e mexa. Quando tudo estiver misturado, coloque esta mistura numa tarteira, cobrindo bem o fundo. Leve ao frigorífico até que arrefeça.
  • Parta os ovos e separe as gemas das claras. Junte o leite condensado às gemas e misture bem. Depois, acrescente as natas e mexa.
  • Coloque as folhas de gelatina a demolhar em água fria por 5 minutos. Entretanto, leve a mistura do leite condensado a lume, sem parar de mexer, até que engrosse.
  • Quando a mistura estiver quase a ferver, junte-lhe as folhas de gelatina escorridas. Mexa bem e retire tudo do lume.
  • Deixe arrefecer a mistura. Quando esta estiver morna, volte a mexer tudo, até voltar a ter um creme homogéneo.
  • Bata as claras em castelo. Depois, incorpore-as no creme.
  • Coloque os morangos cortados por cima da base de bolacha. Depois, espalhe o creme por cima. Decore com alguns morangos e leve tudo ao frigorífico, durante pelo menos 4 horas.

Dicas

  • Também pode usar folhas de gelatina de morango, em vez de gelatina neutra.
  • Pode decorar com um pouco de raspas de limão ou com um pouco de hortelã picada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Mais recentes

Receitas semelhantes