Strogonoff de vaca com café

Mais populares

Gostaria de experimentar strogonoff de vaca com café? Um bom strogonoff é um prato muito popular nas nossas mesas, porque é muito rápido e fácil de se fazer, acompanha bem com praticamente tudo, e traz sempre um sabor cremoso e diferente à refeição. Na receita de hoje, no entanto, vamos aliar tudo isto ao sabor rico e ligeiramente amargo do café, que vai ajudar a criar um prato ainda mais especial. Experimente o nosso strogonoff de vaca com café e diga-nos se gostou nos comentários.

Embora seja plenamente aceite que este prato é sempre feito com fatias finas de carne tenra, como vaca, existe um debate sobre se os cogumelos são tradicionais. Por exemplo, as versões americanas incluem-nos sempre. Mas, neste caso, iremos optar por algo mais tradicional, sem cogumelos, mas ao mesmo tempo diferente, graças à adição do café. Temos a certeza de que vai adorar esta receita de strogonoff de vaca com café e recriá-la muitas mais vezes em sua casa, com qualquer tipo de acompanhamento.

Strogonoff de vaca com café: um pouco de história

A história comummente aceite é que um chef francês que trabalhava para uma família rica de São Petersburgo criou o prato para um concurso de cozinha em 1891. Seguindo o costume russo da época, ele nomeou o prato premiado em honra do seu empregador, o Conde Pavel Alexandrovich Stroganov. Um detalhe convincente por vezes oferecido é que as fatias finas de carne pedidas eram para acomodar os dentes partidos do Conde idoso. Essa seria a razão porque se parte a carne nessa receita e nas suas versões, como a de strogonoff de vaca com café.

É espantoso o que até uma pequena pesquisa pode fazer. Cinco minutos de verificação de factos levaram-nos a concluir que Pavel Alexandrovich teria de facto sido velho em 1891 – 117 anos de idade, para ser exato. E como ele tinha sido morto em batalha 74 antes, a versão popularmente aceite e muito colada e copiada da história não pode ser verdadeira. Contudo, esta parte é exacta: em 1891, um chef francês chamado Charles Briere ganhou de facto um concurso de cozinha em São Petersburgo com um prato a que chamou Beef Stroganov.

Sob os czares, a classe alta russa era super-riquíssima. Gostavam particularmente de Paris, e muitas vezes mantinham lá apartamentos. Em casa, na Rússia, mantinham uma atmosfera bi-cultural. Enviavam os seus filhos e filhas para as escolas francesas, tinham empregadas domésticas e governantas francesas e, claro, chefes de cozinha franceses. Falavam russo em público, mas preferiam o francês em casa e para reuniões sociais. Tolstoi, por exemplo, escreveu Guerra e Paz alternando francês e russo, confiante de que o seu público era fluente em ambos.

Sob os czares, a classe alta russa era super-riquíssima. Gostavam particularmente de Paris, e muitas vezes mantinham lá apartamentos. Em casa, na Rússia, mantinham uma atmosfera bi-cultural. Enviavam os seus filhos e filhas para as escolas francesas, tinham empregadas domésticas e governantas francesas e, claro, chefes de cozinha franceses. Falavam russo em público, mas preferiam o francês em casa e para reuniões sociais. Tolstoi, por exemplo, escreveu Guerra e Paz alternando francês e russo, confiante de que o seu público era fluente em ambos.

Entre estas famílias, os Stroganov estavam entre as mais antigas e as mais ricas, com uma enorme fortuna e uma cadeia de palácios e dachas que se estendia desde São Petersburgo até aos Urais. Quando o Conde Pavel Alexandrovich Stroganov morreu sem um herdeiro masculino, a longa linhagem chegou ao fim. A sua filha mais velha, porém, casou com um parente distante, a quem foi permitido herdar o título de família e as propriedades.

É possível que este novo ramo de Stroganovs tenha sido a família para a qual Briere cozinhou aquele prato, dando depois nome às suas diversas versões (como strogonoff de vaca com café). É também possível que o chef empreendedor tenha simplesmente anexado a sua receita a um nome sinónimo de riqueza e aristocracia, e tenha criado uma história para acompanhar a sua receita. Ao longo dos anos, a receita foi adulterada com a inclusão de ingredientes como pasta de tomate, Worcestershire, e creme condensado de sopa de cogumelos, criando-se também esta versão de strogonoff de vaca com café.

Faça ainda hoje este bife strogonoff de vaca com café e delicie-se com os resultados. Bom apetite!

Strogonoff de vaca com café

Uma versão diferente do tradicional strogonoff.
Preparação 5 mins
Cozedura 20 mins
Total 25 mins
Refeição Carnes
Cozinha Portuguesa

Ingredientes
  

  • 800 g de bife de vaca
  • 1 dl de azeite
  • 1 cebola pequena
  • 3 dentes de alho
  • 1 dl de café
  • 1 embalagem de natas
  • 1 ramo de alecrim
  • Qb de sal e pimenta

Preparação
 

  • Comece por preparar os ingredientes: corte a carne em tiras, e pique a cebola e o alho.
  • Coloque o azeite numa frigideira e deixe aquecer. Junte a carne, a cebola e o alho e deixe corar, mexendo de vez em quando.
  • A meio da fritura da carne, junte o café à frigideira, e tempere tudo com sal e pimenta.
  • Adicione as natas e mexa bem. Deixe que o molho engrosse um pouco.
  • Assim que o molho engrossar, retifique os temperos, se necessário, e desligue o fogão.
  • Sirva o strogonoff decorado com o alecrim.

Dicas

  • Dê mais sabor à carne deixando-a numa marinada de sal, alho, pimenta e sumo de limão de um dia para o outro.
  • Pode juntar outros ingredientes ao strogonoff para o tornar ainda mais rico, como cogumelos e cenoura.
  • Se quiser um sabor a café mais acentuado, prepare o café muito forte.
  • Espalhe bem o alecrim por cima do strogonoff para lhe dar mais sabor a cada dentada.
  • Pode servir acompanhado de batatas fritas ou de um arroz branco simples.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Mais recentes

Receitas semelhantes