Esparguete com alheira gratinado

Mais populares

Há dias em que nos apetece comer algo um pouco mais pesado, mas a vontade de cozinhar não é muita. É nesses dias que uma receita como a que aqui lhe trazemos caem bem, porque são muito rápidas, não requerem muito trabalho e confortam o estômago. Experimente o nosso esparguete com alheira gratinado e diga-nos o que achou nos comentários!

Esta é uma daquelas receitas que é muito fácil de fazer e que usa sabores bem portugueses, criando assim um prato que agrada a todos os que o provam. O toque final de excelência é dado pelo gratinado, que complementa os restantes sabores na perfeição. O esparguete com alheira gratinado é uma refeição bastante completa por si só, mas também pode ser servido com uma salada, como a salada de figos, rúcula e presunto. Vai adorar!

Saiba mais sobre a alheira

É no nordeste de Portugal, nas regiões de Trás-os-Montes, que a alheira, um enchido tradicional artesanal, que representa tipicamente a cozinha familiar e popular portuguesa, é originária. Este enchido atravessou as montanhas e é hoje omnipresente em Portugal nos supermercados e restaurantes casuais. É uma refeição rápida e fácil, usada em diversos pratos, dos mais tradicionais aos mais diferentes, como este esparguete com alheira gratinado.

A alheira, em forma de ferradura, é fumada e composta principalmente por aves, pão, azeite, alho e pimenta malagueta. É um enchido que tem também uma história curiosa. Em 1492, a Igreja de Espanha iniciou uma feroz perseguição aos judeus, forçando-os ao exílio. Encontraram refúgio em Portugal durante algum tempo, mas o rei, querendo casar com uma herdeira do trono espanhol, seguiu finalmente o exemplo dos seus vizinhos, ordenando ou a expulsão ou a conversão dos judeus ao catolicismo. Alguns deles converteram-se enquanto outros continuaram a praticar a sua religião em segredo. Estes deviam ser chamados os marranos, um termo pejorativo derivado da palavra espanhola que significa porco.

Os judeus não comem carne de porco, e na altura da Inquisição em Portugal, eram facilmente identificados porque, ao contrário dos cristãos portugueses, não faziam salsichas fumadas que secavam, penduradas nas salas de fumeiro. Assim, para evitar serem notados e denunciados, inventaram uma salsicha feita a partir de outras carnes, como aves, vitela, pato e caça, misturada com pão para lhe dar uma boa textura. Com o tempo, esta receita foi adotada pelos cristãos que por vezes adicionavam carne de porco e hoje em dia, a alheira não é necessariamente kosher.

Esparguete com alheira gratinado: como obter o gratinado perfeito

  • O topo do esparguete com alheira gratinado pode ser generosamente polvilhada com pão ralado, para além do queijo.
  • Pode usar qualquer tipo de queijo, desde que derreta com facilidade. Pode também utilizar uma mistura de diferentes queijos, para mais sabor.
  • Monte todo o gratinado com antecedência e guarde-o no frigorífico. Basta colocá-la no forno para assar quando a hora da refeição se aproximar.
  • Se o gratinado estiver quente e borbulhante no forno, mas a parte superior ainda não estiver dourada, acabe de o cozinhar por baixo da fonte de calor do forno, para obter um pouco de cor na parte superior.

Comer esparguete faz bem à saúde?

Há muitas opiniões diferentes sobre se o esparguete é bom ou não para a sua saúde. Algumas pessoas dizem que é uma boa fonte de hidratos de carbono e que é pobre em calorias, o que o torna uma escolha saudável. Outros dizem que o elevado nível de sódio no esparguete pode ser mau para si, e que não é tão saudável como as pessoas pensam. Em última análise, cabe a cada indivíduo decidir se o esparguete é ou não uma escolha alimentar saudável para eles.

O esparguete é uma escolha alimentar popular para as pessoas que procuram uma refeição rápida e fácil de preparar (como este esparguete com alheira gratinado). O que muitas pessoas podem não saber é que o esparguete pode ser uma opção saudável a incluir na sua dieta numa base regular.

O esparguete é feito a partir de massa de trigo integral, que é uma boa fonte de fibra. Além disso, estudos têm demonstrado que comer massa, incluindo esparguete, não contribui para o aumento de peso. Portanto, se procura uma refeição saudável e satisfatória, o esparguete deve definitivamente estar no topo da sua lista, em pratos como o esparguete com alheira gratinado.

Siga a nossa receita e faça este esparguete com alheira gratinado ainda hoje. Bom apetite!

Esparguete com alheira gratinado

Uma refeição saborosa e muito completa.
Preparação 10 mins
Cozedura 10 mins
Total 20 mins
Refeição Carnes
Cozinha Portuguesa

Ingredientes
  

  • 2 alheiras
  • 400 g de esparguete
  • 100 g de queijo mozarella
  • 1 pacote de natas
  • Qb de sal e pimenta

Preparação
 

  • Ligue o seu forno a 200ºC. Entretanto, coza o esparguete em água abundante com um pouco de sal.
  • Vá cortando a alheira em pedaços, enquanto o esparguete cozinha. Reserve.
  • Quando o esparguete estiver cozido, escorra-o e coloque-o num recipiente de ir ao forno. Espalhe por cima a alheira e as natas, tempere com sal e pimenta e mexa bem.
  • Cubra com o queijo e leve ao forno até dourar. Sirva de imediato.

Dicas

  • Pode enriquecer ainda mais o prato com chouriço e bacon, ou até com algumas sobras de carne que tenha no frigorífico.
  • Use ervas aromáticas, como salsa ou manjericão, para dar ainda mais sabor ao prato. Junte-as ao mesmo tempo que o sal e a pimenta.
  • Se gosta de queijo, pode usar uma maior quantidade deste ingrediente.
  • Use uma mistura de diversos queijos para conseguir um resultado ainda mais rico e interessante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

Mais recentes

Receitas semelhantes